Capa‎ > ‎

Parabés Dendotyo! 60 anos

Um ponto fundamental nos ensinamentos da Tenrikyo é a razão parental.

A razão da verdadeira origem da criação deste mundo e de todos os seres humanos está na intenção de Deus-Parens. Através de suas onipotentes providências tivemos a mãe original, cuja alma é a da senhora Miki Nakayama, Oyassama, Nossa-mãe. Dada à predestinação original da alma da senhora Miki, passadas as gerações prometidas, Deus-Parens se revelou no dia 26 de outubro de 1838. A partir de então, ela se torna o sacrário vivo de Deus-Parens, passando a transmitir a vontade divina para o jubiloso caminho da verdadeira vida de plena alegria e felicidade.

Através da razão parental, recebemos o pleno amor da Oyassama eternamente viva. Ainda, pela razão de suas sucessões, viemos recebendo as orientações dos Shimbashiras, os quais trabalham efetivamente para a consolidação do Caminho.

A Sede Missionária da Igreja Tenrikyo no Brasil tem sua origem histórica baseada na dedicação de inúmeros missionários que nos antecederam. A alegria do dia de hoje tem o mérito, indiscutivelmente, na sinceridade espiritual destes mestres pioneiros: missionários que migraram do Japão à distante terra do Brasil com a única e ardente fé de expandir os ensinamentos de Deus-Parens.

Completam-se sessenta anos desde a fundação da Sede Missionária, Dendotyo do Brasil, e pouco mais de oitenta e dois anos da chegada dos nossos primeiros pioneiros. Dentre estes, devemos destacar o reverendo Chujiro Otake.

Jovem e recém-casado, amparando-se em Deus-Parens e Oyassama, e, acatando sem hesitação o desejo sincero da pura e verdadeira fé de seus “pais”: do segundo Shimbashira, do condutor-mor da Igreja Nankai e de seu pai, Yoshimatsu Otake, migrou ao Brasil e iniciou um missionamento solitário na cidade de Bauru, região noroeste do estado de São Paulo. Das sementes plantadas por méritos de sua sinceridade aos pais, os filhos do Caminho do Brasil nasceram, cresceram e seguiram os passos do pai espiritual. “Tyotyo-san” era a forma carinhosa como os fiéis chamavam  o mestre Otake. Estes mesmos filhos também adotaram a senhora Chiyo, esposa de Chujiro, chamando-a de “Okaasan” (mamãe).

A harmonia e prosperidade de tudo neste mundo, incluindo este Caminho de fé, só se conduzem e se solidificam, unicamente, se houver a compreensão e aceitação da razão parental.

O atual Caminho da fé do Brasil tem o Primaz da Sede Missionária, reverendo Yuji Murata, à frente e ao centro. E, com o sincero sentimento de gratidão e respeito, durante o período oportuno de três anos, mil dias, viemos nos preparando para a Cerimônia dos sessenta anos de fundação do Dendotyo. Espiritualmente, cada qual veio trabalhando em suas determinações e recebendo as orientações conforme o mérito próprio e as livres providências de Deus-Parens. Paralelamanete, o Dendotyo, como ação formal, realizou várias obras com o intuito de promover e adiantar a formação espiritual das gerações futuras. É gratificante observar os modelos de vida se propagando consistentemente rumo à vida de alegria.

Ainda, as festividades da Sede Missionária se dão magnificamente com a honrosa presença dos pais espirituais: Shimbashira Zenji Nakayama e de sua esposa, Harue. Não é necessário explanar sobre os esforços, amor e dedicação dos pais a seus filhos. A nós, filhos, cabe apenas o sincero sentimento de profunda gratidão e se dedicar para que as gerações futuras desfrutem de felicidades ímpares e cada vez melhores.

Com o espírito voltado sempre a Jiba e o mesmo sentimento desbravador de nossos antecessores, vamos trilhar por novos caminhos, cuidando para que haja a boa fertilização das sementes!